Google+ Followers

domingo, 21 de outubro de 2012

Presente de grego


Foi mesmo uma cena comovente.  Havia um carro estacionado numa área bem sinalizada de carga e descarga  e depois de umas duas horas, quando o motorista voltou, deu para perceber  que ele tinha ido às compras com seus dois netinhos-um menino e uma menina de oito e nove anos mais ou menos.  Era véspera de dia das crianças e elas traziam pacotes nas mãos.  Os três ficaram pasmos ao perceberem o sumiço do carro...  A polícia até que fez questão de esperar uns quarenta minutos antes de chamar o guincho, mas como ninguém apareceu para tirar o veículo que estava atrapalhando a descarga de mercadoria ele foi arrastado para cima do caminhão com as quatro rodas travadas...  Ao meu ver o motor ficou avariado pelos trancos na tração.  O proprietário do carro só entendeu que não se tratava de roubo ao se deparar com um adesivo colado na calçada.  Sabe o que é pior?  Já eram mais de dezesseis horas de quinta-feira, na sexta seria aquele feriado prolongado de três dias...  O pior de tudo isto é que o  vovô e seus netos estavam a duas horas de casa e não tinham como resgatar o carro naquele final de semana... O homem se empenhou tanto na escolha dos presentes para ser presenteado com multa, estadias e muito aborrecimento...  Faltou atenção na hora de usar o freio-de-mão.  É, ou não é um baita presente de grego??  É verdade que os estacionamentos particulares são deveras caros, mas ainda assim sai mais barato e é mais seguro.  É triste aprender pela dor, mas às vezes acontece...           f               g              O