Google+ Followers

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Quem atira a primeira pedra?


Será... que se as mães prestassem mais atenção aos seus filhos do que aos galãs da telenovela eles não trocariam as ruas pela escola?  Será que eles não se interessariam mais por livros do que por drogas?  Se esses filhos de ninguém tivessem alguém para compartilhar seus sonhos e anseios, um ombro amigo de pai que o apoiasse e lhe transmitisse sabedoria para sua formação intelectual e moral, um colo acolhedor de mãe para embalar seu sono e acalmar seus temores, seus medos...  Será que ainda assim haveríamos de ter tantos drogados perambulando e dormindo nas sarjetas?  Quando haviam as famílias não se ouvia falar de entorpecentes e consumidores desses alucinógenos que passam a impressão de preencher o vazio deixado pela ausência do aconchego familiar.  É fácil admitir que só esses meninos de rua são os vilões nessa história, mas a verdade é bem outra.  Muitos pais e mães de araque têm a maior culpa nisso tudo.  Acham que filho é coisa descartável...                         f     O     g    

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Feitiço contra feiticeiro


Maníaco por segurança guardava armas em todos os cômodos da casa, mas esquecia-se de que sem Deus não há lugar seguro na terra.  Provavelmente ele via todas as pessoas com desconfiança e tinha sempre um pé atrás ao fazer amizades...  Está mais que provado o poder maléfico das armas que não foram produzidas para outro fim, senão para matar o semelhante.  Quem adquire uma arma vai querer usá-la um dia...  E esse dia chegará mais cedo ou mais tarde.  Para esse personagem o dia chegou para ele mesmo e pelas mãos de alguém que não despertava a menor suspeita.  É como se Dalila houvesse voltado para trair Sansão.  Mas nesse caso ela mesma levou a cabo a vida de seu companheiro-usando a pistola da própria vítima...  Quando alguém compra arma, de imediato expulsa Deus de seu coração e, na sobra de espaço cabe direitinho o espírito maligno que passa a dar as ordens; Mata! Mata! Mata!...  E a voz dele soou tão forte que a mulher ouviu e obedeceu.
                                          O              f             g      

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Para descobrir o cheiro



Quem tem medo de meter o nariz nunca conhecerá os odores e os aromas.  Nos filmes de Hollywood usam muito esta expressão;  Não se faz omelete sem quebrar os ovos...  É claro que a vida é feita de desafios e conquistas, mas esta outra expressão muito usada pela Discovery diz a maoir verdade de todas;  Não são as respostas que movem o mundo, mas as perguntas.  Sem as nossas indagações, sem as nossas buscas constantes por novidades e mudanças não haveria progresso, nem melhoria de vida das pessoas.  Os desbravadores, os bandeirantes, os descobridores teriam outros nomes hoje - Os fuçadores de futuro.  Se alguém não tivesse metido o nariz onde não era chamado-jamais aconteceria a tão badalada "c.p.i." que está no topo da mídia.  Foram as perguntas que moveram os parlamentares que puderam chegar a conclusões incriminadoras para alguns de seus colegas menos comprometidos com a ética e com o povo brasileiro.
                              g                      O                       f    

Pau que nasce torto


...Morre torto se não houver um bom manuseio por parte do seu semeador.  Se durante o crescimento a planta começar a se entortar buscando o ar ou simplesmente deixando-se empenar através dos solavancos dos ventos ou porque suas raízes ficaram expostas - é hora do agricultor chegar terra em seu tronco - aprofundando sua base enfraquecida e deitar-lhe adubo para sua imediata recuperação enquanto a muda está em crescimento e ainda não frutificou.  Nós somos semelhantes às plantas.  Nós também ficamos tortos na falta de luz, proteção e educação por parte dos nossos familiares.  E mesmo que nasçamos retos e lisos como um bambu podemos ficar tortos nas mãos daqueles que têm habilidade em fazer a cabeça de alguém.  Há um ditado que diz:  Diga-me com quem tu andas que eu te direi quem és!  O lobo anda com sua alcateia e os cordeiros com o rebanho.  Cordeiros e lobos não se misturam-a menos que o mais fraco queira ser devorado e o mais forte saciar sua fome...                      g                f               O       

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Está na hora de abrir os olhos


É muito difícil entender a matemática usada para definir o que é um mensalão, mas que ele existe todo mundo sabe.  Agora, sem querer puxar a sardinha de um lado ou pretender crucificar do outro, há que se admitir que apesar de milhares de cédulas de maior valor zanzarem de pastas para bolsos e de contas particulares para malas em gordas propinas e alguns parlamentares preferirem guardar sua grana extra nos lugares que somente ele teria a coragem de enfiar a mão - fica uma pergunta que não quer calar;  Se com toda essa gatunagem do erário público o País consegue crescer a passos largos, chegando até a honrar seus compromissos com o F. M. I,  coisa na qual jamais acreditaríamos...  É de coçar a cabeça para nós leigos nesse assunto e queimar todos os neurônios na busca desta resposta:  O que faziam os governos anteriores?  Parece que não havia corrupção e mesmo assim não sobrava dinheiro para nada!?  Os impostos não eram os mesmos?  A carga tributária era tão diferente à de hoje?...  Será que antes havia muito mais sonegação?  Que enigma é esse??          O        g        f    

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Perdedor


No que diz respeito ao amor - muitos homens estão vivendo ainda na era da pedra lascada e nem se dão conta disto.  Chegam do trabalho ou da pelada de futebol e se jogam no sofá com suor e tudo, tira o tênis fedorento e larga no meio da sala, pede uma coisa e mais outra e não se doa em nada.  É um forte candidato ao desprezo.  As mulheres parecem de ferro, mas elas também se cansam.  E não adianta tratá-las com rispidez porque o que elas mais gostam é de carinho, atenção, respeito, de companheirismo e acima de tudo - de dignidade.   Devemos lembrar de que a escravidão já foi abolida há bastante tempo...   E se não aceitamos nos escravizar-também não temos o direito de fazê-lo com ninguém.  Ainda mais com a pessoa que dizemos amar.  Que amor é esse?  Que só quer tudo de bandeja?  Amor não é uma troca de carinho?  Quem perde o jeito namorador é um forte candidato a perdedor e aí, não adianta usar seu instinto troglodita porque a Maria da Penha está muito mais forte que qualquer macho-chocho que se diz homem...                       O        g            f

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Amores Fracassados

A gente sempre dá uma de pescador na hora da conquista do ser amado. O pescador faz a ceva, joga engodo, trata bem o peixe para fisgá-lo depois.  E não é atoa que dizemos: Vou fisgar aquele peixe!  O que deve diferenciar-nos do pescador é o que vem depois da fisgada.  Pobre peixinho é jogado de qualquer maneira na canoa e em seguida descamado a torto e a direito...  Não  podemos fazer assim com a nossa cara-metade!  A ceva deve continuar em casa depois do peixe fisgado ou a pesca não valeu a pena.  Estaremos estragando o nosso peixe e por isso seremos por ele contaminados...  É por essa razão que os relacionamentos de hoje duram tão pouco.  É raríssimo ver um casal jovem se dando bem, pelo menos enquanto estão fazendo compras deixam bem visíveis as suas diferenças...  Estão juntos e separados ao  mesmo tempo.  Tem o peixe que conseguiu fisgar, mas não sabe temperá-lo,tosta-o em fogo alto sem aquele carinho de um bom cozinheiro e este se estraga por completo, indo parar na lata do lixo...        f         O          g     

domingo, 12 de agosto de 2012

Falsa Ilusão


A gente acha que sabe tudo, que tudo pode, e que pode ter tudo na vida.
Mas na verdade sabemos muito pouco, pouco podemos e nada temos de verdadeiramente nosso.  Um exemplo de que isso é verdade foram os deslizamentos de encostas no Rio de Janeiro que provocou tanta miséria na vida das pessoas.  Se falarmos das tsunamis o quadro é muito mais grave e as consequências muito maiores com perdas de propriedades e de vidas. Raciocinando bem sabemos que a maior riqueza que existe sobre a terra é a própria vida com saúde e paz-porque o resto a gente corre atrás...  Nada é meu, nem seu, nem de ninguém.  Vemos todos os dias nos canais de notícias pessoas da alta sociedade sendo mortas no auge da fama e na flor da idade, deixando para traz tudo o que construiu e ajuntou a duras penas.  Escorrem por entre os dedos todas as garantias de uma vida longa e feliz-porque a senhora morte não manda recados...  Devemos agradecer a Deus por cada minuto bem vivido, pois pode ser o último.      f    O   g  

sábado, 11 de agosto de 2012

O Político e a Lesma


Entre a Lesma e o Político só existe uma pequena diferença; É que a lesma desliza na grama e o político nada na grana.  Mas ambos deixam um rastro de muco por onde quer que passem.  Talvez seja para marcar território ou quem sabe para não errar o caminho de volta ao seu jardim do éden...  Há ainda uma outra semelhança entre os dois - o caramujo de um e a carapaça de outro que os protege de possíveis predadores...  Ante  qualquer ameaça eles  recolhem a cabeça, ficam imóveis, surdos e mudos e aí, o mundo pode acabar lá fora que eles se sentem totalmente protegidos lá dentro...  Quando baixa a poeira - já dão uma olhadela nos arredores e desconfiados recomeçam sua trajetória como se nada tivesse acontecido.  Depois de algum tempo saem à caça - caramujo renovado, carapaça polida - tudo novo de novo.  E há muitos que os seguem de perto e copiam-lhes os gestos e artimanhas...  Mas estes,  pobres mortais e são presas fáceis, são descuidados...           f                g               O

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Temporada de caça


A caça está oficialmente aberta aqui no Brasil. E nessa época pode-se ver com muita frequência caçadores animados e sorridentes partindo para o campo em busca de suas presas. São caçadores de última geração que já aboliram as flechas e as espingardas.  Nem mesmo precisam mais de bons cavalos e cães treinados.  Não procuram por faisões, gazelas, ursos ou quaisquer animais selvagens.  Eles preferem os eleitores. Suas armas agora são o carro de som e os santinhos.  E dá-lhe sorrisos!  É nesse momento que o caçador sai da toca, onde hibernou por dois ou três anos a fio-sem dar o menor sinal de vida e chega prometendo consertar as estradas, melhorar o sistema de ensino, aparelhar os hospitais públicos, asfaltar os bairros, aumentar cem por cento as linhas de ônibus, etc. etc...  Aí nós pegamos seu santinho para não parecer indelicado-sorriso bem amarelo, mas ele nem nota-mesmo porque já sabe que seria mesmo assim-vai embora olhando por cima dos ombros para ver até onde iremos, até encontrar a primeira lixeira. E ele continua a sua caçada...  Plantar favas eles não querem...          g      o      f      

domingo, 5 de agosto de 2012

Ufólogos e ovnis



Acho que as aparições de ovnis com seus aspectos luminosos, velocidade incalculável, mudança de cores e deslocamentos silenciosos e, ainda sem deixar qualquer rastro de poluição - tem uma explicação lógica:  todos eles são apenas luzes projetadas à distância  hologramas eu diria...   Nota-se em qualquer vídeo que eles não encontram resistência ou atrito em suas trajetórias.  Resta saber de onde vem as projeções, mas é bem possível que um potente satélite mais avançado ainda que o hublle seja capaz de refletir essas luzes-bem camuflado na escuridão do cosmos...  A gente já conhece a vastidão das aplicações do raio lazer-pode haver um raio ainda mais avançado que seja capaz de desenhar as linhas de nazca ou chamuscar o solo terrestre com traçados geométricos perfeitos nos milharais...  Com que intenção?  Pode ser para desviar a nossa atenção...     g     o    f
      

Vida e morte



Muita gente desatenta e iludida, sem nunca importar com a morte, acaba perdendo a vida...
Morte e vida andam juntas, sem ser nada companheiras. Espera de uma um descuido, pra dar na outra a rasteira...  Assim que nasce o indivíduo, na morte é catalogado.  Por isso, ninguém se engane!  Estejamos preparados!...  E não pensem que alguém não morre antes do tempo;  Seu livre arbítrio é capaz de antecipar o momento...  O vivo traz a certeza de que morrerá um dia...  Procura ser cauteloso, evitando a cova fria.  E nessa não tem Maria, não tem José nem João...  Não tem rico, não tem pobre pra escapar de suas mãos...  Não conhece a piedade, nunca teve compaixão!  Se é dela-mete a foice!  Seja pequeno ou grandão...  É melhor fazer as pazes com o desafeto que tens, pedir perdão-perdoar, não ter mágoas de ninguém...  Sem mais nem menos a gente pergunta:  Cadê o fulano?  Ele morreu!  Não sabia? 
Um carro o atropelou!...  O mês passado saiu pra trabalhar-não voltou...    g   f     o     

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Viu só no que deu?


Quem poderá presumir ou adivinhar a hora em que chega o cansaço e o sono dos caminhoneiros espalhados por todas as estradas ou o que se parece com uma rodovia desse imenso Brasil? Quem sabe de suas necessidades são eles mesmos e ninguém mais, caramba! A infra-estrutura de apoio nas estradas disponível no momento é a pior possível!...  Impuseram aos motoristas que a cada quatro horas trabalhadas eles teriam que parar e descansar, mas onde e com que tipo de segurança? No acostamento? Não era proibido estacionar nas margens das pistas de rolamento? Aí, quando acontecem os bloqueios nas principais rodovias do país, vem o desabastecimento, o aumento exagerado de preços, o nervosismo de todo mundo... E de quem é a culpa? Se realmente queremos frear os desastres-é só fazer cumprir as leis que já estão em vigor...                  g         o           f