Google+ Followers

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Culpados e Inocentes

Certamente que ao depararmos com tamanha inundação de avenidas e ruas da nossa cidade como a que aconteceu ontem-véspera de Corpus Christi  por volta das dezesseis horas, estando nós à mercê da enxurrada e ao sabor do temporal implacável por horas à espera de um possível milagre para escaparmos com vida desse episódio terrível, que ficará gravado na nossa memória, quando fomos socorridos, sãos e salvos-fizemos um exame de consciência para determinarmos de quem é a culpa...  A sensatez e a coerência nos dirá que;  Todos nós somos culpados!  Nós que só apontamos as falhas na estrutura, mas jogamos lixo por onde passamos;  Nós que deixamos de pagar em dia os nossos impostos, nós que damos um jeitinho brasileiro de burlar a fiscalização ao edificarmos nossas casas, nós que só construímos pelo mínimo e nunca pelo máximo-porque achamos que temos domínio sobre a natureza, o que é estarmos mentindo para nós mesmos...  Olha só o que temos a coragem de fazer;  Se a cobertura de uma edificação pede 20% de inclinação-para ficar bonito mandamos fazer só com 10%, se a calha tem que ser de 30 cm de largura e 20 cm de altura-mandamos fazer com a metade para economizar material e sobrar dinheiro...  Se a tubulação de escoamento do sistema pluvial pede 02 saídas de 100 mm, mandamos colocar uma ou duas de 75 mm...  Economia é a base da porcaria-todo mundo sabe disso, mas continua fazendo.  Quando chega o temporal...  De quem é a culpa?   g   t  f  O              

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Filho de peixe, peixinho é.


Gostamos de dizer que nossos filhos são os nossos herdeiros.  Herdeiros das nossas dívidas, herdeiros dos nossos bens, herdeiros das nossas qualidades e dos nossos defeitos também...  De fato!  O Júnior é a cara do pai!!  É o xerox!...  Poucos são os filhos que não "puxam" os seus pais...  Quando as manias dos pais não batem com os ideais de algum dos filhos, estes procuram um meio de fugir às tendências paternas que não se encaixam em seus planos.  Isto é louvável, pois se eu tivesse um pai beberrão e preguiçoso, é claro que não me causaria uma boa impressão e não haveria aí, uma convivência fácil...  Nesse caso o peixinho procuraria não tornar-se" peixe".  Os bons hábitos, o bom caráter, devem sim, ser assimilados, copiados e praticados pelo filho que tem orgulho do seu pai ou da sua mãe.  Mas pai é pai e mãe é mãe!  Honrar pai e mãe, independe de suas qualidades ou de seus defeitos-é mandamento sagrado de Deus e filho nenhum pode esquecer-se disso...  Odiar e desprezar pai ou mãe por causa de seus defeitos é demonstrar dureza de coração e falta de caridade.  Isso não traz felicidade a ninguém...     g   t    f    O 

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Somos mesmo seguidores do Cristo?


Quanto mais enfermo e em pecado se encontrasse o homem, mais próximo dele estava o Cristo em suas peregrinações...  Jesus fazia questão de se misturar à multidão sofrida e desprezada...  Para o Mestre ninguém era mais, nem menos.  O leproso era tão importante quanto um doutor da lei.  Tratou a todos com equidade e não deu privilégios a quem quer que fosse.  Qualquer pecador arrependido de seus erros era por Ele perdoado com uma única condição;  Vá e não peques mais!...  É um contra-senso o que vivenciamos hoje.  Só dizemos "paz do Senhor"  àqueles que congregam conosco, mas aos outros nós fazemos questão de evitar.  Será que estamos seguindo Jesus para imitar seus gestos ou para saber como se faz para não nos envolvermos com alguém que presumimos inferiores a nós?!  Será que estamos salvos e os outros estão condenados??  Para o Cristo as seitas religiosas não faziam diferença alguma e Ele não questionava ninguém a esse respeito.  O que, de fato importava era o coração puro daquele penitente em suplício pela cura dos males do corpo e da alma...  Em seus discursos Ele enfatizava;  Não vim pelos santos, mas pelos pecadores.  Os sãos não precisam de médicos, mas os doentes.    g  t  f  O  

domingo, 19 de maio de 2013

Escorregou na maionese

Você sabia...?  Que a maior parte dos acidentes de trânsito acontecem por descuido ou negligência?  O tipo de acidente do qual vou falar agora parece difícil de acontecer, mas é bastante frequente...  Você que mora em uma rua deserta e sabe que por ali demora a passar alguém quase sempre não se preocupa em observar se tem um pedestre em sua calçada ao efetuar a marcha à ré...   O pedestre por sua vez, sendo a parte mais fraca, deveria redobrar a atenção ao ver o portão se abrir...  Não custa nada esperar dez segundos...!  Depois que é atropelado você pode até dizer;  A razão era minha!...  Mas quem se expôs ao perigo foi você!  A pressa é inimiga da perfeição.  Cinco segundos pode separar a gente de um acidente "fatal".  Gostamos de zoar alguém que comete besteiras com esse jargão:  Escorregou na maionese, Mané?!  Pois é!  Esses escorregões são muito mais frequentes do que se imagina...   Outro jargão muito usado é esse:  Você anda com cabeça no mundo da lua?!  As leis de trânsito são as mesmas para carros, caminhões, carroças, bicicletas e pedestres - Sem exceção!...  O pedestre que acha que os carros são obrigados a dar-lhe passagem, fora da faixa própria e mesmo quando o sinal fecha para ele, está correndo um sério risco de "morrer mais cedo"...
     O    g    t    f 

domingo, 12 de maio de 2013

PoemasSom: CIGARRO

PoemasSom: CIGARRO: OLHANDO PARA O CIGARRO QUE FUMEGAVA, EU ME PERGUNTEI;  - COMO É QUE EU ME DEIXO DOMINAR POR UMA COISA TÃO PEQUENA TÃO BANAL E TÃO FEDORENTA...

Os blefes dos truqueiros

Todo mundo conhece as manias do jogo de truco e seus blefes.  Truqueiro bom é aquele que faz o adversário "correr" com o sete de copas na mão...  E entre uma jogada e outra tem sempre por perto "um sapo" que, de fora da rodada pode ver quem está roubando e quem realmente tem as cartas maiores. Debaixo de uma árvore frondosa a farra vai longe...  E é só passar pro ali uma mulher bonita e já começam os comentários mais ou menos assim;  Êh, trem bão, sô!  Inda sou bão nisso, cumpadi!...  O seu parceiro reponde;  Gosto muito mais de muié do que de sordado!...  Aí, cada qual conta mais vantagem do que o outro, dizendo que faz e acontece...  Mas o sapo, permanecendo calado é então questionado pelos jogadores;  E você, cumpadi?  Sê tá tão mal c'oas muié que prefere ficar de boa, caladinho aí no seu canto?
O sapo que não era bobo, nem nada resolve falar;   _ É que eu só me só me sinto super quando tomo chá da casca de um pé de pau parecido com este que tá dando sombra pra nóis, meus cumpadres!  Dizendo isso ele foi-se embora.  No outro dia ao passar por ali o sapo teve um acesso de riso.  É!  Meus cumpadres não estavam todos de zape na mão não, mas conseguiram matar a sete copas!  A pobre da árvore foi descascada de cima em baixo...
Estavam todos eles a fim de um chazinho afrodisíaco...     g   t   f   o   

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Admitir erro é sabedoria


Somos todos falíveis...  Aquele que se diz sempre certo; Aquela que não dá o braço a torcer; Quem se acha mais sábio que todos os outros, é, no mínimo presunçoso e ignorante.  O mundo não gira em torno das pessoas...  Nós é que fazemos parte dos elementos que compõe o mundo.  A gente não transita sempre em linha reta. Se assim fosse, nunca voltaríamos pra casa...  Há um ditado bem conhecido de todos que diz:  Palavra de rei não volta atrás...  E por causa disso muita injustiça foi cometida pelos reis que davam sua palavra de honra...  E tem mais esta:  Desta água não beberei!...  Quem garante?  O nosso orgulho?  Aquele que não se demove da sua teimosia pode ser comparado à pedra que permanece imóvel, estática, sem vida...  Imitar as estátuas é garantir poleiro aos pombos e eles não são nada asseados...  Há quem goste de ser comparado a um cometa-voando sempre em linha reta e cada vez mais veloz...  Quem dá uma de meteoro está fadado à colisão com outros corpos celestes e fatalmente se desintegrará...  F  g  o  t   

domingo, 5 de maio de 2013

O Saber não ocupa lugar


Quanto mais sabemos, mais tomamos consciência do que ainda temos que aprender. A vida é um eterno e constante aprendizado. Aquele que não procura aprender é como a água estagnada sem oxigênio e sem vida e quem dela beber envenenar-se-á! Não há mais razão para parar no tempo... Quando a gente viu uma televisão pela primeira vez, éramos incapazes de entender tudo o que ouvíamos, pois nos parecia ser um outro idioma, posto que o nosso linguajar era muito simples e de fácil entendimento... Aí a gente foi se acostumando ao novo vocabulário e acabamos por incorporar em nosso cotidiano os mesmos palavreados, as mesmas gírias e até pegamos as mesmas manias de usar os jargões dos apresentadores do rádio e da tevê... A globalização, realmente engloba. E quem pular fora, vai ficando ultrapassado e totalmente fora da massa. A informação está em todo lugar no planeta e só não aprende quem não tiver a mínima vontade de evoluir, ainda que um pouquinho a cada dia... O Bronco tinha esse jargão; Estuda, menino!! t f g O

sábado, 4 de maio de 2013

Juristas cegos

Todos nós somos responsáveis por nossos atos, excetuando-se aí, os dementes de berço. 
Até umas duas décadas atrás as crianças eram quase totalmente inocentes, antes dos sete anos de idade.  Mas com a evolução da ciência no mundo globalizado o poder aquisitivo das populações mundiais aumentou substancialmente, e, envolvidas com a telefonia móvel e a internet, acabou-se a inocência no mundo.  As crianças já nascem sabendo de tudo e já querem ser donas do próprio nariz...  E já que realmente o são e não se acham nem um pouco incapazes de cometerem os piores crimes, podem e devem puxar cadeia, tão logo consigam puxar o gatilho de uma arma.  Mas se as leis os protegem e vivem a passar a mãozinha na cabeça-fica a pergunta;  Quem são os responsáveis por eles?  Se os pais dessas crianças não os educaram para serem bons cidadãos, então são esses pais irresponsáveis que devem ir para a cadeia...  O Butantã cria cobras, mas não as deixa perambulando por aí para picar as pessoas.  Esses "menores" não foram gerados em chocadeiras e quem os colocou no mundo deve, sim pagar pelos crimes dos quais seus monstrinhos estão isentos...  Juristas burros, vesgos, cegos e surdos dormem em berço esplêndido, enquanto a população chora todo dia a perda de um ente querido... sem a menor chance de defesa.  Será que eles têm uma religião?  Será que, ao menos já ouviram falar de Deus?                f     o     g     t 

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Mistura Indigesta


Celular e volante é uma constante...  No imprevidente provocador de acidentes.
A pessoa teimosa em sorrisos e prosa desvia a atenção dando margem ao erro... 
O reflexo lento erra na decisão e, no susto-a freada...  A batida, a amassada, a perícia...
O seguro, o bate-boca, a razão...  A intriga, a ameaça...  A má vontade, a pirraça!...
Muita amolação.  Mas será que a lição aprendeu, foi em vão?  Ou da próxima vez a mesma insensatez como sendo "normal"?!...  Esse é o grande mal que assola o país...  
Estatisticamente, tem um mundão de gente esquecendo a lição dos exames de rua...
Só a pressa é que conta...  Feito barata tonta, transgride o sinal - o radar não perdoa...
Avançou? Deu-se mal!...  Porque a multa é fatal.  E a falta de tempo, vira perda de tempo com guincho, oficina...  E o carrão legal, deixa o original pra perder o valor...  O valor de revenda...  A pressa é inimiga da perfeição.        t      g      O    f