Google+ Followers

quarta-feira, 18 de março de 2015

PoemasSom: COMPARTILHAR É AMAR

PoemasSom: COMPARTILHAR É AMAR: Parece incrível, mas ainda tem gente vivendo como se estivesse na era do gelo, achando que, se conseguisse abater um mastodonte sozinho te...

COMPARTILHAR É AMAR


Parece incrível, mas ainda tem gente vivendo como se estivesse na era do gelo, achando que, se conseguisse abater um mastodonte sozinho teria todo o direito e o dever de devorá-lo sem repartir com NINGUÉM, já que teve todo o trabalho... Os tempos mudaram, mudaram os hábitos, a gente evoluiu, mas algumas pessoas ainda preferem ficar estacionadas no tempo e no espaço... Permanecem imóveis e intocáveis em se tratando de APRENDIZADO no contexto do verbo AMAR.
Tais pessoas ainda não puseram na cabeça que amor se traduz em tudo aquilo que fazemos e em todos os lugares onde estivermos. Toda vez que executamos um serviço e o fazemos bem feito-estamos doando aí, um pouco do nosso amor próprio em favor de outrem que dele se BENEFICIA, devolvendo-nos AMOR EM DOBRO. Quando toda a humanidade entender  o que é AMOR e o puser em prática todo sofrimento e toda sorte de fome e sede de justiça NÃO MAIS EXISTIRÃO na face da terra.
O leão comerá com o boi e haverá uma só língua e seremos todos bem aventurados.        t     f     g+   p      

sábado, 14 de março de 2015

PoemasSom: O lixo de alguns é luxo para muitos

PoemasSom: O lixo de alguns é luxo para muitos: Se, ao guardar um material qualquer que sobra de uma reforma ou de uma construção a gente o etiquetasse com a data do dia, veríamos daqui...

O lixo de alguns é luxo para muitos


Se, ao guardar um material qualquer que sobra de uma reforma ou de uma construção a gente o etiquetasse com a data do dia, veríamos daqui a algum tempo que ele agora não passa de lixo que poderia ter sido aproveitado na época por um parente, um amigo para realizar algum reparo de que ele tanto precisava em sua casa... Do mesmo modo se pusermos uma etiqueta numa camisa e a deixássemos no armário iríamos notar que ela está lá há um ano, dois ou três sem uso... E, se olharmos à nossa volta veremos muita gente com roupas rotas, sem sapatos, arrastando um chinelo de dedos já bem gasto... Aí bate aquele remorso, só de pensar que estas pessoas são gente como nós, mas que talvez não tiveram a mesma sorte que tivemos de estudar em boas escolas ou de haver nascido em berço esplêndido. A gente nasce nu, por isso não precisamos de trinta camisas, vinte calças, dez pares de sapatos, etc. Quando a gente doa algo de que não precisamos mais estamos tendo a oportunidade de ver alguém feliz e nós também ficamos felizes. Jogar fora no lixo? Jamais! Um cristão nunca faz isso.       t   g   f    p          

quinta-feira, 12 de março de 2015

PoemasSom: VIDA E MORTE

PoemasSom: VIDA E MORTE: Não há como negar a força destruidora dos vulcões em atividade na terra. Por onde escorre o magma nada permanece intacto. Nenhum ser vivo ...

VIDA E MORTE


Não há como negar a força destruidora dos vulcões em atividade na terra. Por onde escorre o magma nada permanece intacto. Nenhum ser vivo é capaz de sobreviver aos seus ataques. Animais e plantas que se acham no seu caminho são incinerados vivos... Mas como na terra tudo tem dois lados, nem mesmo os vulcões fogem à regra. Passadas as erupções e resfriando-se a crosta terrestre, esta agora é riquíssima em fertilizante da melhor qualidade. O que era morte transforma-se em vida plena e abundante. É por essa razão que não podemos GENERALIZAR achando que tudo é violência, que todo mundo rouba, que ninguém mais merece a nossa confiança... A VIDA CONTINUA PARA AQUELES QUE ACREDITAM NELA E DELA TIRAM AS MELHORES LIÇÕES. Aqueles que fazem de VIDA uma escada para o céu alcançarão esse céu que começa dentro de CADA UM DE NÓS e termina quando nos encontramos FACE A FACE com o CRISTO.    t   f   g   p