Google+ Followers

sábado, 14 de março de 2015

O lixo de alguns é luxo para muitos


Se, ao guardar um material qualquer que sobra de uma reforma ou de uma construção a gente o etiquetasse com a data do dia, veríamos daqui a algum tempo que ele agora não passa de lixo que poderia ter sido aproveitado na época por um parente, um amigo para realizar algum reparo de que ele tanto precisava em sua casa... Do mesmo modo se pusermos uma etiqueta numa camisa e a deixássemos no armário iríamos notar que ela está lá há um ano, dois ou três sem uso... E, se olharmos à nossa volta veremos muita gente com roupas rotas, sem sapatos, arrastando um chinelo de dedos já bem gasto... Aí bate aquele remorso, só de pensar que estas pessoas são gente como nós, mas que talvez não tiveram a mesma sorte que tivemos de estudar em boas escolas ou de haver nascido em berço esplêndido. A gente nasce nu, por isso não precisamos de trinta camisas, vinte calças, dez pares de sapatos, etc. Quando a gente doa algo de que não precisamos mais estamos tendo a oportunidade de ver alguém feliz e nós também ficamos felizes. Jogar fora no lixo? Jamais! Um cristão nunca faz isso.       t   g   f    p