Google+ Followers

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Quando um não quer-dois não brigam


Um casal em conflito é comparado ao mau funcionamento de um motor. O pistão e a camisa desgastam-se de igual para igual ao longo do tempo de trabalho... Nunca se deve colocar anéis novos em pistões desgastados. Quando um relacionamento é desfeito há culpados dos dois lados. Quando um não quer dois não brigam! E as brigas sérias começam tímidas, mas logo ganha proporções enormes e podem acabar em tragédias... Essas brigas sempre começam com pequenas alfinetadinhas que podem parecer inofensivas no início. Ao longo do tempo vão-se perdendo o respeito um pelo outro e aí não tem remédio... São tragédias anunciadas principalmente para os pobres dos filhos que arcam com o pior nessa intolerância a dois. No íntimo de cada um passa a ideia de que há muitas pessoas melhores à espera, mas quando as frustrações batem à porta é que chegam à conclusão de que eram felizes e não sabiam... Trocou seis por meia dúzia... Nós temos a mania de procurar a pessoa perfeita, enquanto somos pra lá de imperfeitos... Gostamos de tentar consertar o outro e não a nós mesmos.  g  t  f  o  

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Maus Hábitos


Muita gente come exageradamente, ainda que por pouco tempo, porque a saúde vai para o beleléu sem escapatória.  A moderação é o modelo ideal em todas as nossas ações.  Não é porque eu posso comprar tudo o que quero que me convém comer até me empanturrar. Comparando:  Se um reservatório d'água é para mil litros, o que passar disso vai derramar e onerar a conta, causando prejuízos desnecessários...  É sempre bom  empregarmos pensamentos edificantes como aquele que diz:  Tudo posso! Mas nem tudo me convém!  O moderado é macaco velho que não põe a mão na cumbuca, não pisa em galho seco, nem entra em arapuca...  Quem come pouco-come por muito tempo!...  E não é só de pão que vive o homem...  Quem está com Deus sabe disso!  Devemos imitar a tartaruga que devagar vai longe...      t    f    g   o  

domingo, 18 de agosto de 2013

Juramento Esquecido

Não existe crime maior do que negar os direitos de um doente indefeso que pode viver ou morrer nas mãos de um sistema ou de uma equipe médica indiferentes à dor alheia...  Dá pena ver nos hospitais públicos corredores lotados de pacientes aguardando vagas que nunca aparecem.  Pacientes morrendo sem atendimento por falta de leito ou por falta de vontade de funcionários e médicos nas redes públicas de todo o país...  O doente é chutado de um hospital para outro como se fosse bola de futebol até que venha a óbito e aí ninguém assume a culpa...  A culpa acaba sendo do desgraçado que foi ficar doente sem ter condições de pagar um bom plano de saúde.  Azar o dele, não é?  Eta mundo cão, hein?  Será para que finalidade ainda existe o juramento de fidelidade e ética profissional na medicina brasileira?  Cadê a ética médica?  Foi passear na floresta?  Onde estão os médicos quando mais se precisam deles?  Será que eles tomam cafezinho e vão ao banheiro toda hora??  Será que o sofrimento alheio tem como pausar?  Se a dor do semelhante não pode ser sentida por quem pode decidir sobre a vida e a morte, só resta a esses coitados...  Serem "pacientes" e aguardar  que um milagre aconteça...  Mas a dor não nos tira a paciência?        t    o    f    g 

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Os Miseráveis Modernos


Eles são dignos da compaixão alheia, já que em casa ninguém se compadece desses pobres coitados.  Sofreram horrores para manter os filhos na escola e garantir, ainda que de maneira modesta um lar habitável e aconchegante... Lutaram incansavelmente na busca de melhores dias para seus filhos, dando-lhes todo apoio moral na formação da cidadania e do caráter esperando que eles crescessem saudáveis de corpo e alma tal como foram criados... Decepcionados tornaram-se reféns da ingratidão cruel da própria prole que agora fazem desses coitados donos de casa os seus serviçais e porque não dizer-seus escravos?!  Não querem trabalhar, não ligam para a escola, não lavam um pé de meia e não batem um prego numa barra de sabão para evitar a fadiga...  Mas seus coroas têm que aguentar-custe o que custar.  Estes literalmente não honram seu pai e sua mãe e é claro que receberão o seu castigo.  Porque Deus não dorme...      g   t   o   f    

Pragas Urbanas


O dengoso é um mosquito muito malandro.  Viciado em fumacê ele está precisando cada vez mais de uma over dose e a cada dia fica mais agressivo.  Ataca a qualquer hora e em qualquer lugar sem nenhuma timidez...  Asqueroso e oportunista, ele rodeia sua vítima enquanto a estuda e quando é visto, sai disfarçadamente como quem não quer nada...  Mas ele sabe exatamente quando e como será atacado e traça plano de fuga milésimos de segundos antes do ataque.  E não pensem que é fácil acertá-los porque ele pode parecer vagaroso e molenga mas pode voar vertical e horizontalmente e até como os beija-flores que dão marcha-a-ré... Dissimulado e calculista como o dengoso eu só conheço uns tais que são eleitos pelo voto direto.  Para esses o dengoso sai perdendo de goleada.  Além disso, essa praga está vacinada até contra a bomba nuclear e são capazes de sobreviver a qualquer ataque...  Eles se acham deuses...           g  f  t  o