Google+ Followers

sábado, 26 de outubro de 2013

Trágicas Mudanças


"Quando os que mandam perdem a vergonha, os que obedecem perdem o respeito"      ( George Chistoph Lichtemberg )
O Brasil inteiro vem acompanhando os noticiários sobre a corrupção galopante no alto escalão do governo. Mutretas e mais mutretas parecem multiplicar a todo momento sem a menor punição... Esses desavergonhados estamparam na testa de modo bem escancarado que o crime compensa... Aí, os bandidos vão às ruas fingindo fazer parte dos manifestantes em curso metem um pano na cara e promovem a destruição do patrimônio público e ainda atacam policiais. A quem eles deverão respeitar, quando a corrupção assola o país de ponta a ponta? Tá muito difícil acreditar nas nossas leis que dão vazão a todo tipo de delito e até incentiva ao roubo, pagando salário para ladrões. As leis brasileiras estão tão furadas como se fosse uma tábua de pirulitos... "Isso é uma vergonha" diria Boris Casoi           O Brasil está amarrotado e pichado de ponta a ponta e é necessário passá-lo a limpo porque ninguém aguenta mais. Sabe que dá saudade do Figueiredo?   Não havia baderna naquele tempo...           g    o   t   f

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Eles não estão nem aí!...


Nós já vimos prédios inteiros desabando ainda na construção...  Mas será que foi só uma vez??  E será que nunca mais veremos?  É de duvidar muito, porque enquanto houver corrupção, desonestidade e falta de amor ao próximo continuaremos a ver desmoronamentos de edifícios antes mesmo de ficarem prontos.  Tomara que caiam todos antes de alguém ocupar um apartamento desses construtores descarados e sem parte com Deus.  Certamente os engenheiros pés-de-chinelo que projetam essas "arapucas" humanas dão gorjetinhas a fiscais das prefeituras para fazerem vistas grossas às irregularidades e seus construtores, é claro-são da mesma laia!  Vigas e colunas são tão importantes numa construção como os ossos do nosso corpo são para nos sustentar de pé...  Basta um joelho machucado para uma pessoa ficar quase impossibilitada de realizar até pequenas tarefas.  Olhando o esqueleto de um prédio com rupturas em pontos vitais na sua estrutura é de causar preocupações por nós outros com quem está suando duro para garantir um futuro tranquilo no apartamento dos sonhos...  Vamos torcer para que essas arapucas se desarmem na cabeça desses Joões-de-barros de araque antes do término das "obras" para preservar a vida de inocentes...  t  f  g  o         

sábado, 12 de outubro de 2013

Nós somos os donos do próprio destino


Somos os donos do próprio destino.  Por isso não devemos culpar os outros pelas nossas desventuras.  Somos nós que escolhemos estudar ou não.  Também somos nós que devemos nos preocupar com o nosso futuro.  A vida não nos perdoa um só erro e a cada chance desperdiçada nós deixamos o progresso de lado por alguma futilidade ou simplesmente falta de pulso conosco mesmo.  Todos os dias temos o dever de aprender com os próprios erros para evitar que continuem acontecendo...  Policiar nossos hábitos para que não se transformem em vícios é uma boa medida a se adotar.  O hábito de comer deve ser prazeroso, mas sem exagero, sem gula.  Beber e dirigir é, não só um desrespeito às leis de trânsito mas um suicídio ou assassinato de inocentes.  A aposentadoria tão almejada por todos nós não deve ser motivo para puxar o freio-de-mão definitivamente...  Ferro encostado e sem uso só vai pegar ferrugem...  Nós parecemos muito com um carro.  Vejamos essa comparação;  O motor é o coração e as mangueiras e fios formam as artérias.  As rodas são os pés e o volante, juntamente com o painel é o cérebro...  Agora;  Carro novo nas mãos de um irresponsável é de se prever que ele pode matar alguém e morrer bem mais cedo do programado...  Podemos ser um carro antigo bem conservado ou um carro novo com perda total...  E, se pararmos de vez com todas as nossas atividades seríamos comparados a uma lata velha abandonada na calçada para apodrecer e servir de estorvo...       g     f     t     o

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

PoemasSom: Ânimo, fé e perseverança

PoemasSom: Ânimo, fé e perseverança: Quem acha que o mundo está perdido, engana-se.  A humanidade é que sempre andou como barata tonta à procura de um provável caminho...  Com ...

Ânimo, fé e perseverança


Quem acha que o mundo está perdido, engana-se.  A humanidade é que sempre andou como barata tonta à procura de um provável caminho...  Com o aumento da população surgiram milhares de novos caminhos-certos e tortuosos, lisos e esburacados, iluminados e obscuros. Cabe a cada um de nós a escolha do próprio caminho procurando acertar na escolha ou estaremos imitando os caracóis que andam tateando para evitar o perigo...  A cada obstáculo eles perdem um tempo precioso, mas com persistência eles acabam chagando ao seu destino.
Algumas pessoas sentem vontade de sentar e chorar, desanimados e desencorajados por causa dos inúmeros perigos que possam aparecer na caminhada do mundo-pensam em desistir...  Mas se isso serve de consolo as barbaridades de hoje são as mesmas de ontem, anteontem, ano passado, séculos atrás...  Nós éramos uma raça de víboras para o Cristo já naquele tempo.  Só não era pior por falta de meios de comunicação que hoje está presente em todo lugar.  Muitos crimes hediondos nem eram investigados por falta de contingente ou por medo de quem os praticava.  Os poderosos calavam as autoridades franqueando-lhes pequenos favores...  A humanidade já avançou muito e o mundo está cada vez melhor.  Eu posso garantir que vivo melhor do que viveram os meus pais, meus filhos vivem melhor do que eu e meus netos terão uma vida muito melhor que a de todos nós!               g   o   f   t         

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Senso Crítico


Se a tudo o que ouvimos ou vemos dissermos "amém" sem antes questionarmos e censurarmos, por certo estaríamos agindo como um computador sem anti-vírus, navegando à solta e correndo todos os riscos de termos nossa memória lotada de todo tipo de arquivos nocivos e prejudiciais que nos atacariam impiedosamente para destruir em nós tudo o que de bom temos guardado na nossa memória...  Quem aceita ou acata qualquer sugestão ou ideia, oriunda, sabe e-se lá de qual fonte sem se preocupar com os resultados, pode estar se expondo a riscos facilmente evitáveis.  Basta um pouco de sensatez!  Do mesmo modo que a gente escolhe o melhor destino antes de sair de viagem, também devemos evitar pisar em barro mole para não correr o risco de afundar na lama...  Uma vez lançada a flecha, esta não retornará...  Depois que a gente entra pelo cano, não adianta dizer;  "Eu não sabia"...                            g     f     o    t