Google+ Followers

sábado, 12 de outubro de 2013

Nós somos os donos do próprio destino


Somos os donos do próprio destino.  Por isso não devemos culpar os outros pelas nossas desventuras.  Somos nós que escolhemos estudar ou não.  Também somos nós que devemos nos preocupar com o nosso futuro.  A vida não nos perdoa um só erro e a cada chance desperdiçada nós deixamos o progresso de lado por alguma futilidade ou simplesmente falta de pulso conosco mesmo.  Todos os dias temos o dever de aprender com os próprios erros para evitar que continuem acontecendo...  Policiar nossos hábitos para que não se transformem em vícios é uma boa medida a se adotar.  O hábito de comer deve ser prazeroso, mas sem exagero, sem gula.  Beber e dirigir é, não só um desrespeito às leis de trânsito mas um suicídio ou assassinato de inocentes.  A aposentadoria tão almejada por todos nós não deve ser motivo para puxar o freio-de-mão definitivamente...  Ferro encostado e sem uso só vai pegar ferrugem...  Nós parecemos muito com um carro.  Vejamos essa comparação;  O motor é o coração e as mangueiras e fios formam as artérias.  As rodas são os pés e o volante, juntamente com o painel é o cérebro...  Agora;  Carro novo nas mãos de um irresponsável é de se prever que ele pode matar alguém e morrer bem mais cedo do programado...  Podemos ser um carro antigo bem conservado ou um carro novo com perda total...  E, se pararmos de vez com todas as nossas atividades seríamos comparados a uma lata velha abandonada na calçada para apodrecer e servir de estorvo...       g     f     t     o