Google+ Followers

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Quem atira a primeira pedra?


Será... que se as mães prestassem mais atenção aos seus filhos do que aos galãs da telenovela eles não trocariam as ruas pela escola?  Será que eles não se interessariam mais por livros do que por drogas?  Se esses filhos de ninguém tivessem alguém para compartilhar seus sonhos e anseios, um ombro amigo de pai que o apoiasse e lhe transmitisse sabedoria para sua formação intelectual e moral, um colo acolhedor de mãe para embalar seu sono e acalmar seus temores, seus medos...  Será que ainda assim haveríamos de ter tantos drogados perambulando e dormindo nas sarjetas?  Quando haviam as famílias não se ouvia falar de entorpecentes e consumidores desses alucinógenos que passam a impressão de preencher o vazio deixado pela ausência do aconchego familiar.  É fácil admitir que só esses meninos de rua são os vilões nessa história, mas a verdade é bem outra.  Muitos pais e mães de araque têm a maior culpa nisso tudo.  Acham que filho é coisa descartável...                         f     O     g