Google+ Followers

domingo, 7 de setembro de 2014

Uma questão de lógica


O que não quero para mim, não desejo a mais ninguém.
Só posso fazer aos outros o que desejaria que fosse feito a mim mesmo.
Quando alguém enche a cara para criar coragem de fazer as coisas que sobriamente não faria, está apenas retardando a solução de seus problemas que vão se acumulando, até que de fato, não haja mais como solucionar... 
É a famosa bola de neve com seus efeitos devastadores.
E quando o bicho pega, não adianta botar a culpa nos outros...
Todos nós somos responsáveis pelos nossos acertos e erros (livre arbítrio)
Ninguém está obrigado a plantar, mas a colheita é de quem plantou.
Não há como colher frutos bons de árvores más, bem como as árvores más não produzem frutos bons! A vida nos ensina a cada momento, nos mostrando os buracos na calçada. Quem não olha por onde pisa, certamente cairá várias vezes na mesma cova até atinar de olhar para baixo e desviar-se dos perigos de percurso... O que alguém faz de ruim para atingir aos outros acaba recebendo em dobro todo o mal que faz (causa e efeito)    t    g    f    p