Google+ Followers

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

A PALAVRA


As palavras podem nos elevar acima dos animais ou nos rebaixar a níveis de seres demoníacos. Pela palavra prometemos amor eterno e incondicional à pessoa amada. Também pela palavra em momentos de cólera esquecemos que somos cristãos e proferimos palavras de ódio e vingança que agirão em nosso íntimo como uma ordem a ser executada em tempo oportuno... E vingança é crime passível de punição... A língua tem o poder de santificar as pessoas ou levá-las à ruína total. É SENSATO AQUELE QUE  MEDE E PESA AS PALAVRAS antes de as proferir, pois a palavra falada e a flecha lançada jamais voltarão ao ponto de origem... E a desculpa esfarrapada como aquela que todo mundo conhece; Foi mal,cara!... Foi sem querer... Esse argumento jamais convencerá à pessoa ofendida. Gera-se aí, um clima de desconforto e insegurança que aos poucos minará a amizade, antes sincera... Fala-se por aí que algumas pessoas morrem pela boca como peixes no anzol. Passam o tempo todo a pedir desculpas, quando na verdade é muito mais fácil SEGURAR A LÍNGUA para preservar a amizade de PARENTES, AMIGOS e vizinhos... Aquele (a) que se acha melhor que os outros... Engana-se! Perante DEUS SOMOS TODOS IGUAIS! Nem melhor, nem pior! Devemos  usar a língua como pessoas civilizadas. Jamais imitar as cobras.
                         t   f  p  g