Google+ Followers

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Quem morre é que sai perdendo

Com uma arma na mão, qualquer covarde vira valentão, enquanto que desarmado pessoas sensatas evitam entrar em confusão. Numa cidade do interior de Goiás se alguém perguntasse aos seus habitantes  se por lá havia gente braba (valente) rindo, respondiam que os brabos de lá eles já haviam matado todos... Diziam até que matavam um e deixavam outro amarrado para ser morto no próximo dia... Pois é! Há sempre uma arma que supera outra e há covardes que para não serem mortos aprendem a matar... Dizem que quem bate esquece mas aquele que é surrado quer se vingar... Fazer inimigos é muito fácil, mas cultivar a amizade também-é só querer. Muitas mortes se originam no trânsito por motivos banais. Pressa exagerada, falta de educação, falta de religião, e, sobretudo por achar que está coberto de razão... Mas se alguém morrer numa tola discussão, pra onde vai a razão??  Quanta ignorância, quanta burrice!    f     O     g