Google+ Followers

sexta-feira, 1 de março de 2013

Extravagâncias


Antes de chamar o seu filho (a) de doido (a) reflita e pondere, pois a palavra dita ou a flecha lançada não voltam atrás... Antes de levar o seu filho (a) a um psicólogo ou psiquiatra, pergunte-se: Tenho ou não alguma culpa em tudo isso? Tenho sido um pai presente, um pai atuante, um companheiro fiel e amigo nos bons e maus momentos? Eu sou uma mãe educadora, uma mãe carinhosa ou uma mãe que só passa a "mãozinha na cabeça"? Filho estragado é difícil de ser consertado... Fazendo um bom exame de consciência é fácil descobrir o porque, a causa ou as causas do comportamento estranho de um filho (a). Quando o adolescente procura respostas às suas perguntas e aos  anseios mais íntimos no seio do lar e não é levado a sério-este achará na rua e no convívio com colegas, muito mais do que procura; Os vícios de toda espécie que degrada a alma e destroça o espírito humano, muitas vezes para sempre... Seja você mesmo (a) o psicólogo ou o psiquiatra do seu filho (a), dando-lhe apoio moral e religioso diuturnamente para evitar problemas futuros
que venham a destruir toda a família...     g   f   t   O