Google+ Followers

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Por um fio

Pra morrer só é preciso estar vivo, pra viver é necessário escapar da morte que é cega e passa roçando com ela levando o que encontrar...  A distância entre a vida e a morte é um fio tão fininho...  Ninguém nunca viu!...  A morte é cega e avança roçando!  Ai! Ai! 
Quem a encara no chão vai ficando...  Dizem por aí que ninguém morre antes da hora;
Besteira!  Já vi muita gente jogar a vida fora!  Quem é comedido, quem é vigilante tem vida mais longa,  saúde constante...  Mas quem faz besteiras e gosta de asneiras se mete em problemas e amarga depois os gilós da existência que a incompetência atrai para si...  Se posso escolher o que bem me apraz, pois sou livre pra isso, é meu compromisso assumir o que faço, desatando o laço no qual me enforquei...  É fácil?  Não sei!  Errar é humano...  Mas insistir no erro é burrice.       O  g  t  f