Google+ Followers

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Quem brinca com fogo...

A morte me ronda/os meus passos sonda/mas eu me previno
E não me descuido/conheço a matreira/demais sorrateira
Que vem sem aviso/eu sei que preciso/viver vigilante
Em alerta constante/de sobreaviso/em guarda! consiso!
Não dou lado a ela/de frente com ela/bater não é bom...
Cega como ela é/desviar é possível/mesmo sendo invisível Ela envia um sinal/mulher boa,homem mau/não faz distinção Vai metendo o podão/atingindo um por um/sem dó de nenhum Ateu ou cristão/trata o moço e o velho/na mesma medida Pois despercebida/é só o que não é/pro que der e vier
Está sempre disposta/quem dela não gosta/mantenha distância.
      O   g   f   t